Autor nina perfure EUA hoje best-seller romance autor artrite não especificado icd 10

Eu vou admitir que não fiz muitas coisas que são “típicas”. Eu não fingi não ser inteligente apenas para impressionar um menino. Eu não coloquei maquiagem na minha mochila e coloquei na escola. E eu nunca roubei romances da mesa de cabeceira da minha mãe.

O primeiro, sem dúvida, tinha a ver com ser um filho do meio e sempre tentando me provar para os meus irmãos mais velhos. Não havia como eu parecer burra na frente deles. E as duas segundas coisas na lista foram definitivamente influenciadas pela própria mãe. Minha mãe é muito bonita e eu não me lembro dela usando maquiagem. Então a coisa toda não era um problema em minha casa. Não havia ninguém dizendo que eu poderia ou não, então por que se rebelar?

A coisa toda de maquiagem parecia um enorme aborrecimento na minha opinião. E depois há os livros. Minha mãe era uma leitora. Ela tirou 4 e 5 livros da nossa pequena biblioteca toda semana e os levou para casa. Ela ficou contente com o soco quando pegamos uma e manuseamos a artrite. Eu não posso dizer com certeza quando meu amor pela leitura começou, mas quando eu cheguei ao ensino médio eu estava lendo livros para adultos … incluindo romances.

O que há na noite que desperta nossa imaginação e deixa nosso coração acelerado? Existem todos os tipos de respostas para essa pergunta. Para mim, é o segredo. O que exatamente são as sombras escondidas? O que é encoberto pelo preto que a luz do dia revelaria?

Eu serei o primeiro a admitir que tenho uma imaginação hiperativa.Eu não assisto filmes de terror porque me lembro de cada detalhe dos monstros e do mal que reinava. Quando as luzes se apagam, eu não preciso dessas imagens adicionando as que eu já estou conjurando. Eu fecho todas as portas do armário e guardo cada peça de roupa no chão, para não esconder um vilão ou se tornar uma entidade malévola nas primeiras horas da noite. Problemas aparecem muito maiores quando me tiram do sono. Os sons ampliam e se tornam sinais reveladores de uma presença maliciosa que procura me prejudicar. Eu tento ser lógico sobre artrite nos dedos nhs essa coisa toda. Mas há algo sobre todas essas sombras que cruzam completamente meus fios e parece que eu não consigo me recompor.

A vida assumiu um novo tipo de normalidade. Como muitos de vocês sabem, o Sr. Nina e eu temos andado pelo nordeste, esperando que a vida – e mais especificamente, o campo da saúde – se estabelecesse o suficiente para que pudéssemos estabelecer algumas raízes novas. Bem, finalmente está acontecendo e esperamos poder voltar aos objetivos da carreira. E para a artrite e a reumatologia, isso significa encontrar o caminho de volta à escrita.

Um dos meus objetivos para o último par de anos é encontrar meu caminho de volta para minha série SHIFTING BONDS. E estou animado para dizer que finalmente está acontecendo. Yay Me! Estou voltando aos livros com cautela, mas com otimismo. Espero que o final de 2018 até o início de 2019 mostre esses shifters sensuais de volta ao mundo!

Sendo a pessoa visual que eu sou, eu não consigo nem uma frase sem saber exatamente quem são meus personagens. E não é tanto quem eles são e de onde eles vieram, como um calça essa coisa meio que se desenrola enquanto eu escrevo. Não, eu estou falando sobre seus nomes.

Está certo. Você deve ver o que eu passo para descobrir quem são meus personagens. Eu começo com o site Baby Names. Eu costumo ter uma idéia de pelo menos uma carta que ajude com a minha pesquisa. E alguns nomes são fáceis de eliminar. Quer dizer, você não quer um herói chamado Edwin ou Arthur. Nenhum desses nomes de terapia ocupacional de artrite evoca um herói alfa sexy capaz de ser ao mesmo tempo autoritário e gentil. (Mas Cole … tem um nome com o qual pode trabalhar!)

O mesmo acontece quando se trata de nomear sua heroína. Hester, Evelyn e Ruth trazem à mente as avós, não mulheres excêntricas prontas para salvar o mundo. Isso não significa que, em determinadas situações, o nome não funcione. Estou falando de generalidades.

Quando eu tiver seu nome completo e eu tiver uma ideia do que o personagem parece em minha mente. Eu vou para celebridades femininas e lista de atores masculinos e busco as pessoas famosas que mais se encaixam na minha visão. Eu gosto de escolher pessoas na mídia porque eu posso pesquisar suas imagens e encontrar algumas fotos que eu posso colocar no perfil do meu personagem. Mas às vezes, como em A TOUCH OF LILLY, que tem um alien muito sexy, às vezes apenas o talento do meu artista de capa captura o personagem.

Depois de ter as fotos dos meus personagens, eu as coloco em um documento e faço listas de cores de olhos, descrições de cabelos e características do corpo (como tatuagens) enquanto escrevo. Muitas vezes os hábitos peculiares dos personagens ou seus antecedentes de infância são adicionados à lista também. O bom disso tudo é que muitas vezes não pretendo escrever histórias de série, mas, inevitavelmente, me apaixono por personagens e quero continuar sua história. Essas fotos podem ser usadas quando os personagens decidem que eu não terminei de contar sua história.

Quando estou tocando em outro, esperando que a osteoartrite mostre fotos ainda muito antes de mim, pensei em compartilhar com você algumas das primeiras falas dos meus livros. Todo autor sabe que temos uma linha, um parágrafo e, se tivermos sorte, uma página para pegar você, o leitor e manter você virando as páginas. Eu posso passar dias aprimorando e refazendo o começo de minhas histórias. Quando você olha para eles individualmente, o que você acha? A linha faz você querer continuar lendo ou não tanto?

1. A vida de Jahara Khateri acabou. Enquanto ela olhava pelas janelas do aglomerado de trens, ela sabia que nada poderia mudar o curso de sua vida. Ela sentiu a realidade oca tão óbvia quanto a extensão estéril do deserto que se estendia entre ela e o horizonte.

2. Nicholas Gradin III espirrou mais três dedos de um scotch de trinta anos no copo de cristal, sentado na mesa antiga, sem se incomodar em acrescentar gelo. Ele não precisava de uma versão diluída de coragem líquida. Neste momento, ele precisava de confiança de que a artrite urica funcionaria a seu favor.

3. Margaret Callaghan escondeu sua mágoa atrás dos óculos escuros e do café com leite duplo do Starbuck que ela carregava como um escudo. O café fumegante não ajudara a desalojar o carvão quente do desespero queimando sua garganta ou acalmando o tremor de seu lábio inferior. Felizmente, a mesa da recepcionista da Cúpula de Reabilitação e Clínica de Bem-Estar estava vazia a essa hora da manhã, dando a esperança de que ela pudesse chegar ao escritório e se recompor antes que alguém pudesse questionar sua miséria.

Como isso pode ter acontecido com alguém tão jovem? Julie Tilling enxugou as lágrimas arruinando a maquiagem que ela meticulosamente aplicou em suas bochechas arredondadas. Ela olhou para o caixão suspenso misteriosamente sobre a terra arruinada do cemitério, sem saber o que fazer com essa farsa.

5. Sara Lancaster definitivamente tomara a decisão errada. Menos de vinte e quatro horas atrás, ela tinha certeza de que este fim de semana era exatamente o que ela precisava. Oito horas atrás, a excitação se agitou em seu estômago quando ela deixou os associados da artrite do sul da Flórida em Boston, muito feliz em aceitar o convite. Inferno, apenas duas horas atrás, ela estava tonta com antecipação enquanto pegava suas malas no aeroporto de Key West e pegava um táxi para o barco. Mas seu minúsculo apartamento e o bangalô onde ela se encontrava atualmente não ficavam a milhares de quilômetros de distância um mundo inteiro separava a vida confortável que ela finalmente criara para si mesma e a osteoartrite no joelho sustentava a fantasia amazônica em que ela estava.

6. Não foi muito barulho, apenas um baque inconsequente na noite que foi o suficiente para despertar o professor Paul Morgan de seu sono sem sonhos. Ainda embalado nos braços suaves do sono, com o sangue espesso pela medicação para dormir, ele não tinha certeza se ele simplesmente imaginara o som. Mas quando outro estrondo abafado foi seguido por uma lufada de ar – ele não tinha dúvida de que a comoção vinda do primeiro andar não tinha nada a ver com seu malcriado gato malhado, Zeus.

7. O corpo de Meghan Tilling tremia de medo e os trinta e oito graus do refrigerador onde ela estava presa. Ela pressionou a testa contra o metal gelado da porta, a palma da mão acariciando a superfície enrugada, tentando combater o pânico que espreitava como uma sombra sinistra e ameaçando dominá-la em desespero. Que irônico que o aborrecimento de dirigir em uma nevasca de Maine a mantivesse em Tilling Gardens and Plants, o negócio que ela co-possuía com suas duas irmãs. Acabar com os arranjos de festas e as decorações festivas da loja parecia um tratamento melhor para a artrite reumatóide na índia, em vez de uma casa cheia de gente branca no coração da cidade. Exceto agora, em vez de ficar presa em uma vala ao lado da estrada com a chance de ser resgatada, ela iria congelar até a morte sozinha no cooler que era a alma de seus negócios.

8. Jesus Mesmo que Jonathon Brierton não fosse particularmente religioso, ele orou pela intervenção Divina. Não que ele quisesse qualquer raio ou halos de luz iluminando o canto sombreado do clube onde ele se escondera, mas um pouco mais de ajuda no departamento de paciência certamente iria longe no momento. Era contra a natureza mais baixa dele sentar-se e esperar em vez de caminhar e convencer a beleza de cabelos acobreados que se debruçava sobre o corrimão no meio do caminho para colocar em seu colarinho e se juntar a ele em uma das masmorras particulares abaixo.

9. Lilly D’Angelo não estava esperando uma viagem pela estrada da memória quando entrou na taverna sombria, mas o fedor acre e o zumbido áspero da multidão da noite de sexta-feira a levaram de volta a um dos estabelecimentos mais miseráveis ​​do lado sul de Chicago. Exceto pela clientela, o dono conseguiu reproduzir quase todos os detalhes até a névoa azul da fumaça do cigarro e o som suave de uma banda de jazz no palco de esquina.

10. Deirdre Tilling bateu a artrite cervicale en arabe spade no solo. Seu pé chutado bateu em sua borda de metal, dirigindo-a mais fundo e transferindo sua frustração para a terra ferida. Ela trabalhava nos canteiros ao redor da fazenda desde o meio-dia. E embora o sol estendesse as sombras dos bordos ao longo de seu gramado, pintando suas folhas com um carmesim mais profundo, as horas de trabalho pesado não ajudaram a aliviar a dor da solidão.