Cfa temporada 2018-2019 faculdade de belas artes artrite coceira

Apresentado pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Boston: Instituto de Ópera e Escola de Teatro. | O BU Fall Fringe Festival, agora na sua 22ª temporada, é uma colaboração entre a Faculdade de Belas Artes da Escola de Música: o Instituto de Ópera e a Escola de Teatro. A missão do festival é produzir obras significativas novas ou raramente executadas no repertório de óperas e teatros de remédios naturais para artrite canina, reunindo artistas e audiências em cenários teatrais únicos.

O trabalho mestre de Tony Kushner, Angels in America é uma exploração em duas partes da AIDS e da homossexualidade na América nos anos 80. Uma das peças mais honrosas da história americana, o Angels in America recebeu o Prêmio Pulitzer de Drama e dois Prêmios Tony de Melhor Peça.

“Uma vasta e miraculosa peça … provocativa, espirituosa e profundamente perturbadora … uma busca e repensamento radical do drama político americano.” – The New York Times

O trabalho principal de Tony Kushner, Angels in America, é um teste de artrite reumatóide de duas partes, mas uma análise negativa do exame de sangue da AIDS e da homossexualidade nos Estados Unidos nos anos 80. Uma das peças mais honrosas da história americana, o Angels in America recebeu o Prêmio Pulitzer de Drama e dois Prêmios Tony de Melhor Peça. “Uma vasta e miraculosa peça … provocativa, espirituosa e profundamente perturbadora … um exame repensado e radical do drama político americano.” – A Nova dor no calcanhar da artrite reumatóide York Times

Uma adaptação ousada e teatralmente inventiva do clássico literário que coloca a vida interior do romance no palco. Quando criança, a órfã Jane Eyre é ensinada por uma sucessão de guardiões severos para sufocar sua exuberância natural. Uma parte de si mesma está trancada, fora da visão da sociedade educada … até que ela chega à casa de Rochester como governanta para seu filho pequeno. Em breve, a natureza apaixonada de Rochester desperta o eu oculto de Jane, mas segredos mais obscuros estão se agitando no sótão…

Runaways é uma coleção de músicas, danças e peças de palavras faladas executadas por jovens que fugiram de suas casas. Criada inicialmente a partir de entrevistas com crianças em situação de rua e orfanatos, Liz Swados tece canções sobre luta pessoal e o mundo é artrite, uma deficiência da previdência social em geral pelos olhos da juventude na cidade de Nova York nos anos 70. O espetáculo combina diferentes estilos musicais, do pop ao hip-hop e do jazz ao reggae, perguntando por que as crianças não podem ser crianças. Indicado para cinco Tony Awards e três Drama Desk Awards, quando foi produzido pela primeira vez em 1978.

Co-artístico dirigido por Yo-EL Cassell e Micki Taylor-Pinney | Uma exploração vibrante da relação simbiótica entre artrose du genou traitement naturel luz e forma com foco na colaboração e experimentação, com peças de dança e movimento por professores e alunos em dois programas diferentes, cada uma hora de duração. | Co-apresentado pela Escola de Teatro de Belas Artes da Universidade de Boston e pelo Departamento de Recreação Física, Educação & Dança

Dirigido por Leila Ghaemi | A mais recente edição da Femina Shakes Initiative da School of Theatre, uma iniciativa que oferece aos estudantes participantes do BFA Performance a oportunidade de habitar papéis explorando poder, autoridade e autorrealização, sem limitações das identidades de gênero em narrativas mais convencionais, desencadeadas pelos grilhões. de gênero. As You Like It é a comédia pastoral de Shakespeare que nos leva ao código da artrite de ombro Forest of Arden, no qual os papéis de gênero, política e expectativas são invertidos.

Clay Hopper | A natureza da verdade e dos fatos objetivos foram recentemente questionados por líderes neste país. Concomitantemente a esse desenvolvimento, há uma crescente aceitação global de tendências autoritárias nas democracias liberais e a adoção de um significado onipresente de artrite na tecnologia de comunicação árabe que coleta, preserva e usa dados sobre cada um de nós. Isso pode ser melhor descrito como a criação de um estado de vigilância “opt-in”. Tudo isso faz com que a profética e distópica 1984 de Orwell seja particularmente oportuna, e uma ferramenta necessária para criticar as forças em ação atualmente em nossa sociedade.

Três crianças – Kenny, sua irmã Edith e seu amigo Benji – estão praticamente abandonados em uma fazenda na mais remota região da América Central. Com pouca supervisão de adultos, eles se alimentam e cuidam uns dos outros, compondo as regras à medida que vão. Mas quando o relacionamento de Kenny e Benji se torna mais do que uma amizade, e Edith filma algo que ela realmente não deveria filmar, o mundo exterior, antes indiferente, pergunta se eles querem ou não a osteoartrite.

Após o colapso da civilização, um grupo de sobreviventes compartilha uma fogueira e começa a juntar o enredo do episódio de “Os Simpsons”, “Cape Feare” inteiramente de memória. 7 anos depois, este e outros trechos da cultura pop (comerciais, jingles e músicas pop) tornaram-se o entretenimento ao vivo de uma sociedade pós-apocalíptica, tentando sinceramente manter seu passado. 75 anos depois, esses são os mitos e lendas dos quais novas formas de desempenho são criadas.

MY FAIR LADY nos conta uma história de como a vontade e o acesso à educação podem fortalecer a artrite o reumatismo associa um “guttersnipe” para passar como uma duquesa em um baile de embaixada – mas também nos desafia a olhar para a falta de justiça em nossa sociedade que confina e dispensa pessoas que olham e falam de certa maneira enquanto enaltecem os outros que têm acesso a um certo tipo de educação e meios financeiros.