Estado de Ohio qb futuro justin campos tate martell analgésicos para cães com artrite

A primeira semana no cargo para o técnico da Ohio State, Ryan Day, foi um evento cheio de acontecimentos. O treinador do primeiro ano reconstruiu sua equipe de treinadores defensivos e viu vários jogadores se declararem para o draft da NFL, incluindo o quarterback que ele ajudou a moldar em uma provável escolha na primeira rodada. Nenhum desses movimentos terá um efeito maior sobre a primeira impressão que a artrite reumatóide em pés faz em 2019 do que dar os toques finais em trazer para o campus seu próximo zagueiro, o técnico da Geórgia, Justin Fields.

O nativo de Kennesaw, na Geórgia, inicialmente planejava participar da Big Ten Conference um ano atrás e jogar para James Franklin na Penn State, mas esses planos mudaram quando as ações de recrutamento da Fields subiram de uma perspectiva de três estrelas para uma das mais cobiçadas o país no verão antes de seu último ano do ensino médio.

Dependendo do serviço de recrutamento que você consultou, a Fields era a perspectiva nº 1 ou nº 2 no país.

O outro cara lutando pelo primeiro lugar – Trevor Lawrence, do Clemson – jogou 347 jardas e três touchdowns no último jogo do campeonato nacional de exercícios de osteoartrite. Fields finalmente optou por ficar com seus Bulldogs e lutar por um ponto de partida com Jake Fromm, outro verdadeiro calouro que levou seu time a uma disputa de título.

Fields jogou quatro passes para touchdowns e correu por mais quatro durante sua primeira temporada na Geórgia, mas nunca ultrapassou Fromm na tabela de profundidade dos Bulldogs. Fields jogou em 11 dos 12 jogos da temporada regular, mas seus minutos diminuíram conforme o nível da competição subiu; contra Alabama, LSU, Kentucky e Missouri, ele tentou apenas um passe total. Fields admitiu fricção por artrite aos repórteres após uma derrota no campeonato da SEC para o Alabama "frustrado" com as oportunidades que ele recebeu, especialmente no início da temporada. Com Fromm firmemente entrincheirado no ponto de partida, Fields deixou os treinadores da Geórgia saberem em dezembro que ele queria procurar em outro lugar.

A reputação do Day como um modelador de quarterbacks modernos cresceu nesta temporada graças a uma campanha recorde pelo finalista do Heisman Trophy, Dwayne Haskins. A elevação do dia do coordenador ofensivo ao treinador principal ajudou o estado de Ohio a se destacar entre uma longa lista de escolas interessadas em Fields. No estado de Ohio, o estudante de segundo ano de 6,5 metros e 225 libras poderia fornecer uma mistura das duas primeiras partidas dos Buckeyes – Haskins e J.T. Barrett.

Fields, que fez uma média de 6,3 jardas por corrida em 2018, foi rápido em disputar com a Geórgia e com uma dieta de espondiloartrite bastante bem sucedida nessas corridas que os adversários terão que defender essa possibilidade sempre que ele voltar a cair. A força de seu braço está mais próxima da de Haskins do que de Barrett. Avaliadores anteriores e treinadores também elogiaram a artrite psoriásica. A sua capacidade de aprender rapidamente uma ofensa e ler uma defesa é unha.

A ofensa que o Day implementou em Columbus nas últimas duas temporadas transformou o estado de Ohio em uma das equipes de pontuação mais perigosas do país. Field tem o talento para manter os Buckeyes nesse nível de produção quando entra em campo.

Há menos de um ano, os criadores de regras da NCAA criaram uma lista de critérios que um jogador de futebol de transferência deve cumprir para obter uma renúncia que lhe permitiria evitar ficar de fora por uma temporada. Existem quatro itens na lista. Dois deles têm a ver com a posição acadêmica do atleta. (Não há problemas nessa frente para osteoartrite joelho cinta nhs Fields.) Um deles afirma que ex-escola do atleta "não se opõe à transferência." (A Geórgia não deve entrar no caminho de Fields aqui, por várias razões.)

A barra mais alta para limpar tem a ver com o motivo do atleta para a transferência. Para Fields jogar pelo Ohio State em 2019, ele teria que mostrar que estava deixando a Geórgia por causa de "circunstâncias atenuantes documentadas" que estão fora de seu controle e impactam sua "saúde, segurança e bem-estar."

Na primavera passada, o advogado Tom Mars, de Atlanta, usou esses novos critérios para ajudar seis ex-jogadores da Ole Miss a obter elegibilidade imediata em suas novas escolas. Essas decisões pareciam estabelecer um precedente que tornaria mais provável a transferência de jogadores para convencer a NCAA a conceder-lhes isenções para elegibilidade imediata.

Muitos acreditam que a melhor aposta de Fields para cumprir os critérios vem de um incidente em um jogo caseiro em setembro deste ano, quando um jogador de beisebol dos Bulldogs que estava assistindo a um jogo de futebol alegou repetidamente um epíteto racista em referência a Fields. Letra da música. A universidade abordou a questão publicamente, o que a torna uma circunstância documentada. Os campos claramente não tinham controle da circunstância. Se Fields e sua família acreditam que os comentários racistas ameaçam sua saúde, segurança ou bem-estar, o incidente verifica todas as caixas necessárias para uma dispensa.

Fields, no entanto, tem uma irmã que recentemente se matriculou na Geórgia para jogar no time de softball da escola. Sua presença no campus fornece um contra-argumento para a ideia de que a artrite da família Fields, que significa em kannada, acredita que o ambiente universitário pode afetar a saúde, a segurança ou o bem-estar de seus filhos.

É importante notar que nem Fields nem ninguém que o represente disse que o incidente de setembro no Sanford Stadium tem alguma coisa a ver com sua decisão de transferir. Essa teoria foi publicada apenas por escritores e outros profissionais do esporte especulando sobre as chances de Field jogar imediatamente no estado de Ohio.

Mars, que ajudou a artrite Ole Miss deformans jogadores e agora está trabalhando com Fields, disse que o processo de transferência é mais complicado do que a maioria das pessoas imagina. Marte disse estar confiante de que Fields tem um bom argumento para jogar em 2019, mas não pelas razões que outros projetaram.

Não há prazo para que a Ohio envie uma solicitação de renúncia ou que a NCAA responda, mas a Mars disse acreditar que o processo será concluído até o final de fevereiro. Isso significa que o estado de Ohio deve saber no começo da prática da primavera se a Artrose direita do joelho será elegível em 2019.

Além de Fields, Ohio State atualmente tem cinco quarterbacks em sua lista. Dois são walk-ons preferidos. Matt Baldwin é um prospecto de quatro estrelas do Texas que não jogou como um novato em 2018. Chris Chugunov é um graduado de transferência que jogou com moderação em West Virginia e tem um ano de elegibilidade restante. E Tate Martell é uma ex-prospectiva de Las Vegas que jogou em alguns pacotes projetados durante a temporada de 2018. A escola não assinou nenhum novo quarterback na sua turma de 2019.

Martell, depois de deixar claro que não estava entusiasmado com a idéia de Fields vir para Columbus, entrou com seu nome no banco de dados on-line que permite que outras escolas entrem em contato com ele. Isso não significa que Martell esteja comprometido em deixar o estado de Ohio, mas está estudando suas opções para um novo lar.

Martel disse aos repórteres em dezembro que planejava ganhar o emprego inicial no estado de Ohio, mas na semana passada, ele começou a postar imagens nas redes sociais de viagens para diferentes cidades universitárias. Martell não fez nenhuma declaração pública de que seu tempo com os Buckeyes está feito, mas ele não parece estar à espera de notícias sobre a dispensa de Fields antes de ponderar suas outras opções.