Google ceo sundar pichai, bronze pentágono para discutir ai trabalho na china – a artrite degenerativa financeira express na parte inferior das costas

Sundar Pichai, diretor executivo de artrite do Google, da Alphabet Inc., se reunirá em Washington D.C. com o general Joseph Dunford, presidente do Joint Chiefs of Staff, segundo uma pessoa a par da situação. O gigante da internet estendeu o convite após críticas de Dunford sobre o trabalho de inteligência artificial do Google na China, que segundo ele “beneficia indiretamente as forças armadas chinesas”.

Um porta-voz do Departamento de Defesa confirmou que Dunford está agendado para se reunir com uma autoridade sênior do Google nesta semana, mas se recusou a fornecer mais detalhes. Representantes do Google não responderam ao alívio da dor no quadril da osteoartrite a pedidos de comentários. O Google também informará a equipe do Comitê de Segurança Interna na segunda-feira sobre o encontro com Dunford, de acordo com um porta-voz do presidente do comitê senador, Ron Johnson.

O conflito é um risco para o negócio de computação em nuvem do Google, que depende da inteligência artificial da empresa e é uma importante fonte de crescimento futuro de receita fora da publicidade. Tanto o Pentágono quanto a China são grandes compradores potenciais de serviços baseados na Internet, um mercado multibilionário. Os principais rivais do Google nos negócios de nuvem, Amazon.com Inc. e Microsoft Corp., cortejaram agressivamente ambos os compradores.

Mas o Google não. No ano passado, o código Mountain View icd 10 para artrite não especificado, empresa sediada na Califórnia, abandonou um contrato de inteligência artificial com o Pentágono enquanto expandia sua busca por novos negócios na China. Esses movimentos simultâneos foram recebidos com repercussão febril na artropatia do manguito rotador de Washington, icd 10. Os legisladores interrogaram o Google sobre seus planos na China, eo Pentágono, preocupado com o investimento nacional da China em tecnologia de IA, lançou uma campanha pública para envergonhar a empresa.

Os técnicos em IA são particularmente raros e caros, e muitos deles estão na China. Li, um cientista da computação nascido na China, citando uma estatística que quase metade é artrite reumatóide perigosa da pesquisa em revistas científicas sobre IA, veio de autores chineses. Na época, Li pesquisou a divisão de nuvem do Google e colocou Jia Li, uma de suas substitutas, no comando do centro de Pequim. Desde então, o Google arthrosis spine realizou conversações sobre o início da venda de seus serviços em nuvem na China, informou a Bloomberg News em agosto.

Até agora, a empresa deu a maior parte da tecnologia gratuitamente. Um foco principal do laboratório de IA do Google é o suporte ao Tensorflow, uma biblioteca de codificação de código aberto que permite que engenheiros e empresas executem programas de IA com mais facilidade que automatizam tarefas ou lidam com resmas de dados. Para o Google, a ferramenta é um dos principais nódulos artrite reumatóide nos dedos para ganhar a lealdade dos desenvolvedores de software, que podem acabar pagando o Google por serviços em nuvem mais tarde.

No ano passado, a Amazon e a Microsoft anunciaram seus próprios laboratórios de IA na China. Ao contrário do Google, essas duas empresas já vendem serviços de nuvem na China. A Amazon até promoveu seu trabalho governamental – uma apresentação da Amazon Web Services de 2018 remédios caseiros para artrite nas mãos lista 33 clientes do setor público na China. Tanto a Amazon quanto a Microsoft também buscaram acordos de nuvem com os militares dos EUA, enquanto o Google recuou do contrato da Maven após protestos de funcionários.

“Isso não é sobre mim e Google”, disse Dunford na semana passada em um evento organizado pelo think tank Atlantic Council. “Trata-se de analisarmos os efeitos de segunda e terceira ordem dos nossos empreendimentos na China, a forma chinesa de governo e o impacto que terá os sintomas da anca da osteoartrite na capacidade dos Estados Unidos de manter uma vantagem militar competitiva. “