Lua cheia, casa cheia, notícia mais completa da barriga aspendailynews.com remissão da artrite reumatóide sem medicação

O sinal no estacionamento enlameado de West Buttermilk, na última quarta-feira, dizia: “Estacione a artrite reumatóide com febre Lot Full”, mas, felizmente, ainda estava nas mãos do segurança. Ele acenou para o último par de carros, incluindo o meu, e colocou a placa no meio da garagem, acessando o estacionamento. Então, como para acentuar a falta de ambigüidade do sinal, ele estacionou a si mesmo e seu veículo logo atrás, bloqueando toda a entrada e afastando mais aspirantes a parkers, que tinham de voltar todo o caminho até o Buttermilk Principal.

Esse é o preço da popularidade dos jantares Cliffhouse de quatro anos de idade, eventos de inverno mensais que trazem as hordas esfomeadas e dão credibilidade à crença nascente de que a reforma – vagamente definida como subir uma colina em esquis ou um bordo dividido usando peles de escalada (ou apenas caminhar até a neve) – poderia ser uma parte viável da economia local.

Se aquele estacionamento fosse qualquer indicação, as pessoas gostam de escalar colinas.

Eu sabia que minha esposa Cindy e eu não estaríamos sozinhas em nossa jornada até o Cliffhouse, mas nunca tendo ido antes, eu não suspeitava que seria tão popular. O lote estava, de fato, completamente cheio, e os conteúdos dos carros de crianças, millennials e adultos mais velhos tinham vomitado e estavam subindo as encostas supostamente suaves que marcam o lado oeste da área de esqui, artrite reumática. associados a doenças nas costas.

Cindy e eu tomamos nosso tempo nos preparando, vestindo nossas botas AT e colocando skins em nossos esquis, e no momento em que nos dirigimos para cima tínhamos as encostas do Teaser principalmente para nós mesmos. Para uma corrida em uma área de esqui supostamente novata, Teaser com certeza parecia íngreme o suficiente enquanto subíamos, e eu me convenci de que poderia ser um dos raros diamantes negros do Buttermilk. Não é. Apenas um azul. Eu sou tão patético.

A meio caminho, com um agradável pôr-do-sol a iluminar o horizonte a oeste, surgiu uma gigantesca lua de tratamento de artrose amarela por detrás das Williams Mountains a leste, e a nossa lentidão foi compensada quando Cindy e eu conseguimos ver a lua cheia emoldurada ponte onde Little Teaser passa por Homestead Road. Foi um daqueles momentos sublimes que as pessoas costumam dar por certo aqui no paraíso, mas nos certificamos de aproveitar o máximo que pudemos.

Felizmente, a pele do West Buttermilk acabou antes que você perceba – cerca de meia hora a um passo vagaroso – e logo estávamos nos aproximando do topo, onde encontramos muito mais skinners vindo de Main Buttermilk e Tiehack. As pessoas estavam se misturando perto do topo dos elevadores. As crianças brincavam nas árvores pelo cabo de corda raramente usado. Era quase tão ocupado como um dia de esqui regular – do lado de fora, de qualquer maneira.

Dentro da joelheira de osteoartrite, o Cliffhouse revê a Cliffhouse, depois que finalmente encontramos dois lugares abertos nas estantes de esquis, era uma história completamente diferente. Eu não gasto muito tempo no Buttermilk, então dizer que o Cliffhouse estava tão cheio quanto eu já vi, não significa muito, mas não poderia ter ficado mais lotado. O lugar todo era apenas uma sala de estar e praticamente derramando as portas do convés, onde um caloroso fogo de caldeirão aquecia mais foliões.

Normalmente, em uma situação que lotava, você pode esperar que algumas pessoas (eu mesmo especialmente) ficassem um pouco irritadas, mas uma grande vibração permeava a atmosfera enquanto os visitantes de todas as idades jantavam, bebiam e ouviam se eles ganhavam algo como parte. de um generoso sorteio feito pela Dynafit, fabricante de encadernações e outros equipamentos de turismo alpino. Você poderia apostar até a lua cheia ou talvez a experiência compartilhada de tê-lo levado ao cume, mas foi uma cena realmente divertida.

Eu pensei em anos atrás, durante o meu primeiro inverno em Aspen. Algumas pessoas andaram até Buttermilk para luas cheias naquela época também, mas o Cliffhouse não abriria. Você teria que trazer sua própria festa para No Problem Cabin, e o termo “uphilling” no joelho para osteoartrite não seria cunhado por mais algumas décadas. Naquela época, eram apenas algumas dúzias de pessoas subindo, dando uma festa e descendo por vários meios.

Desde então, o ato de caminhar ou esbofetear colinas no inverno floresceu no que pode ser considerado, com razão, uma “coisa” – que, evidentemente, está ganhando estatura. Nada menos que o prefeito de Aspen, Steve Skadron, adotou o uphilling como mais uma atividade que Aspen pode tentar ser a melhor. E em 31 de março, o Aspen Ascent Experience, uma espécie de festival de uphilling completo, irá habitar a base do Buttermilk Principal e levar o mais recente aspeto de Aspen às massas.

Provavelmente seria ingênuo pensar que eventos como os jantares de lua cheia poderiam ser feitos todos os dias. Parte do apelo dos jantares, certamente a dieta do quadril da osteoartrite, é a sua escassez. Com apenas três ou quatro a cada inverno, eles deveriam atrair algumas multidões, mas foram além disso. O gerente da Cliffhouse, Mackenzie Gates, estimou a multidão entre 450 e 500 pessoas, e a SkiCo convocou gerentes adicionais para ajudar Gates a administrar o show.

Como local, tento evitar que consultores de artrite e reumatologia comam demais em restaurantes na montanha e, lua cheia ou não, esse era meu plano na noite de quarta-feira também. Cindy e eu estávamos indo para dividir um brownie e tomar um par de bebidas. A esse respeito, não seria tão diferente do meu primeiro inverno, a única outra vez em que eu fiz o branqueamento do Buttermilk sob a lua cheia. Naquela época, eu provavelmente acabei de trazer um Snickers e um pacote de seis.

Nós promulgamos nosso plano, mas como nós escolhemos nos restos do brownie nós notamos as pessoas que vêm da área de comida com o que se pareceu com cortes de costela principais sumptuosos nas bandejas deles / delas. Isso não era algo do churrasco regular da Cliffhouse na Mongólia, claramente, e Gates explicou que uma das coisas que ela e o chef tentam fazer é ter novos especiais a cada vez.

Então, da perspectiva do Cliffhouse – e, portanto, da SkiCo -, o modelo de negócios faz sentido. Abra por algumas noites no inverno, quando você estiver mais ocupado do que em qualquer dia de esqui, e venda alimentos e bebidas para as massas famintas e sedentas que fazem os sintomas da artrite da coluna cervical caírem. Além disso, no entanto, é difícil ver as contribuições monetárias exigindo que a Aspen surja como o lugar para fazê-lo.

Um dos problemas inerentes ao uphilling como impulsionador econômico é que as pessoas não precisam pagar por isso. De certa forma, esse é o ponto principal. Você está chegando ao topo da colina sob seu próprio poder. Você pode ter artrite nas patas dianteiras dos cães pagas pelo equipamento, mas você não pagou pela colina. A menos que as empresas de engrenagem estejam gastando dinheiro aqui – algo que a Skadron acha que pode acontecer – o dinheiro vai para outro lugar.

Esses tipos de argumentos estão além da minha profundidade, especialmente em noites como a quarta-feira, com uma lua cheia iluminando as Montanhas dos Elk e um coquetel, bisão e batatas gratinadas enchendo minha barriga. Tudo o que eu conseguia pensar era que, quando voltávamos para o West Buttermilk (sem vandalismo quando estávamos saindo também), tive um dos melhores e mais divertidos jantares que tive em Aspen em muito tempo.