Maximum mini january 2019 icd 10 code para artrite

Depois de ser abordado por um jornalista japonês, o proprietário do Biota e experiente Peter Niessen acredita que o misterioso piloto de Biota no Japão visto aqui antes (clique aqui) pode muito bem ser o piloto de John Houghton, afinal de contas. O carro é propriedade de um Mini Specialist no Japão e é apresentado de forma abrangente na edição atual da revista Tipo Dramatic Car, que fez Peter concluir sobre sua herança.

Ele escreveu: "Depois de um exame minucioso cobre luvas de artrite revisa dos quadros podemos concluir que este carro japonês é o 1972 corredor de hillclimb original por John Houghton / Chris Seaman. Várias modificações foram realizadas, mas isso pode ser verificado. Uma característica marcante deste piloto particular é que todo o subframe frontal foi deixado de fora; todos os mecânicos são montados diretamente no quadro tubular."

de todo o país, bem como dos locais. O Biota neste artigo chegou à loja há cerca de 10 anos. Parece que foi herdado do estoque de longo prazo do mesmo negócio. Além disso, parecia interessante. Este carro Biota Mk2 foi feito em 1972, mas a forma do corpo é bem diferente. Não há teto traseiro estilo barra de rolagem, e em vez disso um significado espiritual carenagem de capuz artrite foi montado atrás do motorista apenas. Por esta razão, a frente só tem uma tela de corrida anexada ao lado do motorista. Na versão de carro de estrada há um entalhe dentro do cockpit para facilitar a entrada e a saída. Isto não é no carro atual, tem uma forma suave. No entanto, além do corpo, há também uma grande diferença no chassi. A estrutura tubular em si não parece ser uma grande diferença com o carro de estrada na foto, mas no carro de competição o trem de força Mini é aparafusado diretamente ao chassi sem os subtrêsinos dianteiros para artrite na parte inferior das costas e no quadril. Ignorando a durabilidade do quadro, esta é considerada uma construção para melhorar a manobrabilidade direta, claramente para fins de competição. Além disso (porque não há sub-quadro), a parte superior dos cones de borracha da suspensão dianteira parece ser realizada apenas pelo quadro tubular. Além disso, os braços inferiores dianteiros são montados com junta esférica e do tipo ajustável de cambagem.

A suspensão traseira é típica do Biota Mk2, com um par de vigas apoiadas pelo braço de reboque, às quais a esquerda e a artrite ajudam a suspensão direita do rimadyl, conectadas, construídas com choques de bobina e um estabilizador. Embora o motor instalado esteja equipado com carburadores Weber de 45 mm, parece não estar muito sintonizado. Isto é suportado pelo fato de que os eixos de transmissão permaneceram acoplados à borracha, então talvez o motor tenha sido substituído em algum momento. Ao contrário do carro de estrada, a extremidade do escape está localizada na parte direita do corpo na frente."

O fornecedor regular de imagens Roald Rakers veio com uma grande foto do Nieuwenhuis Special, tirada antes das corridas do Troféu das Dunas em Zandvoort em 1968. Como holandês, esse carro em particular me assombrou por muito tempo (clique aqui) e eventualmente eu Descobri que foi construído por Henk Nieuwenhuis da Clínica de Artrite Geldrop Jackson na Holanda, que se mudou para a ilha de Creta mais tarde. Eu o entrevistei em 2013, quando ele me disse que construiu o carro em 1967 no sótão de sua casa parental. Ele disse: “Você pode assistir outras pessoas correndo ou construir algo com pouco dinheiro. Eu decidi fazer o último e comecei a fazer alguns desenhos. Foi tudo muito simples, eu só queria correr. Como eu tinha alguns motores Mini por aí, um deles um Cooper, eu simplesmente tinha que usar isso. Eu era um designer gráfico de profissão e queria que ele parecesse legal também. No começo era um roadster, depois fechei o corpo com portas de asa de gaivota."

Infelizmente, o carro não sobrevive desde que a Nieuwenhuis reutilizou a maior parte das peças para construir outros carros e, por fim, atracou a estrutura do chassi do carro, pelo menos foi o que ele me disse. Mas talvez alguém tenha mais fotos dela? Eu nunca vi nada disso na forma de roadster, já que Nieuwenhuis também não tinha. Ele me enviou algumas, porém, com suas portas gullwing, algumas das quais eu adicionei abaixo. Anúncios Roald: "Em uma das fotos você também pode ver o Fiat 600D do N.P. van Leersum e o Renault Dauphine Gordini de artrite de Paul brincam Huis-in-‘-Teld. Mas a quem pertence o Mini amarelo? Rob Petersen?" Eu não tenho ideia sobre isso, mas fique à vontade para adicionar mais informações, querido leitor.

Então … passei muito de dezembro em pó (clique aqui). Mas depois disso, chegou a hora de uma pintura real. Joost e eu fomos de carro a Ghent, na Bélgica, numa tarde em que tínhamos um primer misturado em cores por um verdadeiro guru da pintura. A única tinta original que sobrou foi (e ainda é) encontrada atrás das travas das portas do carro, que é perfeitamente conservada e, portanto, perfeita para a correspondência de cores.

O Natal chegou e foi gasto de volta em casa e depois do Boxing Day eu dirigi até a cabine de pintura novamente para o código 9 para artrite (eventualmente atingindo mais de 2.500 km em uma semana). Todos os buracos e espaços abertos no casco alisado estavam agora cobertos com fita adesiva, a fim de protegê-los contra névoa de spray e Joost pegou a pistola de pulverização. Foi como mágica ver a roupa de retalhos um pouco bagunçada do carro se transformar em um terno azul. Praticamente como será quando a artrite degenerativa for aplicada à pintura real. Não foi por muito tempo. Joost me ensinou a preencher todos os minúsculos furos com material de enchimento e lixá-los primeiro antes de aplicar o spray filler. Então foi o que fizemos no dia seguinte. Três camadas de material de pulverização foram aplicadas na casca e essa é a condição atual. O conselho é esperar por cerca de seis meses para que as camadas se endurecem e, em seguida, teremos que nos trancar por mais uma semana, e lixar mais uma vez. Eu olho para a frente já!

Você já pintou um carro? Eu não tive e só tive uma idéia aproximada sobre como preparar um corpo para a pintura. Mas agora eu conheço muito dos meandros, graças ao colega holandês e colega (e múltiplo) proprietário do Mini Marcos, Joost van Diën, que também é um excelente pintor. Joost estava entre empregos e conseguiu contratar um profissional de artrite associado colorado springs spray booth para me ajudar, e assim nós nos trancamos por uma semana e passamos a maior parte das férias de Natal em pó, trabalhando para conseguir o corpo reto. Oh, eu aproveitei cada minuto!

Nós também coçamos a cabeça sobre como encaixar os arcos das rodas traseiras corretamente. As que eu havia refabricado precisavam ser aparadas e acabadas, mas não pareciam se encaixar perfeitamente nas formas do corpo. Fotografias históricas nos ensinaram que a borda onde eles tocam o corpo do carro era originalmente mais espessa também. Encontramos uma maneira inteligente de superar tudo isso. Depois de ter cortado os arcos para o tamanho certo, nós gravamos nas asas, onde os arcos tocam o corpo, colocamos um pequeno enchimento nos arcos, os ajustamos rapidamente e fizemos uma artrite reumatóide. Depois de mais ou menos uma hora, removemos os arcos, mais a fita, e lixamos toda a carga, exceto pela borda. Eles agora se encaixam perfeitamente no corpo e têm exatamente a espessura certa. Eu não ficaria surpreso em saber quando eles foram montados da mesma maneira originalmente também!

Vocês sabem que eu sou um otário por novas descobertas. E há vários carros que eu adoraria encontrar um dia. Um deles é o ‘Odnik’: um roadster baseado em Mini construído na Irlanda, correu (e eu diria) por Jack O’Donoghue em 1961. O que há de tão especial nisso? Bem, eu realmente acredito que este carro foi baseado em um protótipo Mini de 1958 do qual uma artrose ac não é uma única cópia conhecida para sobreviver. Você pode ler mais sobre isso aqui e aqui.

"Oi Jeroen Eu comprei um antigo pacote de varejo Austin Seven 850 de um ex funcionário da Longbridge. Inclusive com estas fotos originais do que você chama o firecrest de DGS / Special (mais sobre estes mais tarde-JB). Acabei de passar pelo pacote do revendedor e descobri em uma página em branco um esboço a lápis de um carro semelhante. Da minha memória, vi uma foto de outro mini-derivado soft top há um tempo atrás, também registrada na Irlanda. Um carro semelhante ao do carro Donald Healey (chassis 102). Este carro poderia ser conectado com Doug Glover? O desenho a lápis é muito parecido com um estilo comum dianteiro e traseiro Mini semelhante ao 102. Atenciosamente, Trevor."

Bem, bem, se isso não é Odnik! Observe o corte ramdev yoga para artrite em portas hindi, capô alongado, soft top e, claro, que muito modificado final traseiro. Fato é que agora não foi baseado em um Van anterior. Tudo isso fez com que Trevor saísse e eu também! Trevor voltou: "Não me surpreenderia se o Odnik fosse originalmente um protótipo. A BMC certamente teria enviado inicialmente um Mini para a Lincoln & Nolan como uma amostra para configurar a linha de montagem. Um dos protótipos que não eram mais necessários em Longbridge faria sentido." Trevor também voltou para o homem que comprou o pacote do negociante: "Acabei de telefonar para o cara de quem eu tirei tudo, Les Gammon, para verificar se havia algo mais que ele pudesse lembrar, mas ele já me contou tudo o que sabe." Então lá vamos nós. Isso só fortalece meu pensamento sobre Odnik ser um Mini 1958. A questão da artrite coceira permanece: poderia sobreviver ..?